• Cirque Brasil

Big Top, Residente e Arena: qual a diferença?


Você sabe a diferença entre um show residente, em Arena e em Big Top? Não! Então leia essa matéria e entenda!

Atualmente o Cirque du Soleil tem três formatos de shows:

BIG TOP (Tenda)

Shows de Big Top são aqueles que são executados sob uma tenda. Esse formato permite que o espetáculo visite diversas cidades e países ao redor do mundo.

Reconhecido como ícone do Cirque du Soleil, as tendas podem apresentar os mais variados designers, de acordo com o continente em que o show se apresenta ou até mesmo da temática do espetáculo.

Toda a estrutura leva cerca de 8 dias para montagem e 3 dias para desmontagem e, inclui as seguintes instalações: Grand Chapiteau (tenda principal), tenda Tapis Rouge (espaço VIP), entradas, tenda artística, escritórios administrativos, cozinha e sala de jantar para o elenco e equipe.

Um total de 61 caminhões são necessários para transportar mais de 1.200 toneladas de equipamentos. Alguns desses caminhões são usados durante a turnê como armazéns, cozinha e oficinas. São usados ainda de 2 a 3 geradores, que fornecem energia para todo o complexo da Big Top.

A Grand Chapiteau, que é toda climatizada, tem capacidade para cerca de 2.600 pessoas e requer uma equipe de aproximadamente 80 pessoas para levantá-la.

Atualmente 7 espetáculos são apresentados nesse formato: Amaluna, Bazzar, Kooza, Kurios – Cabinet of Curiosities, Luzia, Totem e Volta.

RESIDENTE

Um show residente é aquele que é realizado em um teatro, adaptado para as suas necessidades técnicas.

A maioria dos espetáculos residentes encontram-se em Las Vegas, – EUA. São eles: Kà, Michael Jackson ONE, Mystère, ‘O’, The Beatles LOVE, Zumanity e Criss Angel MINDFREAK LIVE!. Há ainda ‘JOYÀ’, show residente na Riviera Maya – México e atualmente um novo show está sendo desenvolvido para substituir ‘La Nouba’, na Disney World , em Orlando - EUA.

Devido à natureza das produções residentes, elas não foram desenvolvidas para serem apresentadas sob a Big Top ou em uma Arena. Então você nunca verá esses shows em turnê pelo mundo.

ARENA

Um show Arena é aquele que é feito especificamente para ser exibido diretamente em um ginásio/estádio, de forma itinerante.

Os shows em Arena requerem uma infraestrutura própria menor e consequentemente, um menor tempo de montagem e desmontagem, possibilitando assim, a passagem por um maior número de cidades.

Os custos com um show em Arena também são menores, tendo em vista que são necessários apenas 18 caminhões para transportar toda a estrutura do show e, toda a infraestrutura do ginásio é utilizada, como energia, climatização, salas...

O retorno financeiro de um show de arena leva cerca de uma semana em uma cidade, enquanto um show de Big Top precisa de 4 a 6 semanas, em uma mesma cidade para obter esse retorno.

O espetáculo Delirium foi o primeiro show projetado para ser apresentado nesse formato. A partir e então, alguns shows de formato Big Top foram adaptados para o formato Arena, como: Saltimbanco, Alegria, Dralion, Quidam, Varekai, Ovo, Corteo, ...

Já alguns shows foram desenvolvidos já nesse formato. São eles: TORUK - The First Flight, Sép7imo dia e Crystal.

Montagem de um show do Cirque du Soleil em uma Arena

Ovo será o primeiro espetáculo do Cirque du Soleil, no formato Arena a se apresentar no Brasil e sabemos que muitos fãs estão temerosos com essa novidade.

Apesar de toda a magia que um show no formato Big Top apresenta (mais intimista, bonito, infraestrutura definida), um show no formato Arena ganha no que diz repeito eo custo-benefício, ja que reduz muito os custos de uma turnê.

Acreditamos que Ovo será um teste, que definirá a vinda ou não ao país de outras produções do Cirque du Soleil, no mesmo formato.


1,007 visualizações

2020 - Cirque Brasil